Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Governador de Benguela Ministra Aula Magistral em Jornadas Científico-Pedagógicas do ISCED

Governador de Benguela Ministra Aula Magistral em Jornadas Científico-Pedagógicas do ISCED

  2019-08-08       destaque     UKB

Img:

O governador provincial de Benguela, Rui Luís Falcão Pinto de Andrade, ministrou na manhã de quinta-feira, 08, no complexo Universitário da Cambanda, uma Aula Magna centrada nas “competências dos docentes como garantia de um ensino superior de qualidade”, configurando na primeira conferência das 10ªs Jornadas Científico-Pedagógicas, que se realizam de 8 a 9 de Agosto.
O governante, convidado pelo ISCED de Benguela para ministrar a aludida Aula, considera imperioso que o professor aposte seriamente na componente investigativa, de maneira a que possa transmitir conhecimentos sólidos e, com efeito, conferir-se maior qualidade ao processo de ensino-aprendizagem em curso no país.
Rui Falcão, que dividiu a sua aula magna em dois eixos: humano e profissional, diz que a relação pessoal é um dos factores indispensáveis no processo de transmissão, pelo que o docente deverá dispor de uma sólida estrutura psicológica e humana, alicerçada em princípios como a humildade, honradez e o respeito pelo próximo.
“O professor com problemas de relação humana não tem perfil para sê-lo, ainda que domine os conhecimentos”, justificou Rui Falcão, diante de uma plateia composta pelo Vice-Reitor para área Científica e Pós-Graduação, Professor Doutor Alberto Domingos Quitembo, Vice-Governador para sector Técnico e Infra-estrutura, Leopoldo Muhongo, académicos, autoridades religiosas, entre outros convidados.
Para o governador da “estratégica” província de Benguela, a preocupação primária do docente deve passar necessariamente pela consolidação daquilo a que chamou de “seu nome científico”, mediante a publicação, quer em revistas de especialidade, quer em títulos “universitários gerais”, manifestando-se, deste modo, apreensivo com o quadro de investigação científica do país.
“E é incrível que a Namíbia tenha, por exemplo, 162 participações em revistas internacionais e Angola tenha 2 no mesmo ano. Alguma coisa não está bem. A Namíbia deve ter hoje um terço de professores universitário que a Angola tem, se chegar a um terço”, exemplifica o governante, para quem seja imperioso que se estimule os docentes angolanos a publicarem, acreditando que muitos até escrevem, todavia não encontram estímulo para a publicação. Nesta conformidade, chama a atenção às universidades públicas e privadas - para que desempenhem o papel de “elemento de estímulo”.
Intervindo na sessão de abertura, a decana em exercício do ISCED de Benguela, Professora Doutora Isabel Romero, afirmou que as 10ª jornadas científico-pedagógicas do ISCED constituem um cenário propício para a conformação de oportunidades, em que cada um dos prelectores, formadores, participantes tenham um espaço aberto para apresentar, discutir e aprofundar os resultados da investigações científicas.
De acordo com a Professora Doutora Isabel Romero, a presente edição conforma cerca de 100 comunicações, superando, neste sentido, as edições anteriores, o que, no seu ponto de vista, “sinaliza a elevação do interesse dos académicos pela promoção da investigação científica”, considera.

Próximos eventos ver todos   agenda

Partilhar

Data da última atualização: 2019-08-08
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.